Tag Archives: Alexandre Herchcovitch

SPFW – 1º dia

13 jun

Na última quarta-feira, dia 09.06, teve  início o primeiro dia de Sao Paulo Fashion Week – SPFW. A Tufi Duek, primeira vez sem “Forum” na frente do nome, abriu a semana de desfiles. Logo depois Erika Ikezili, Priscilla Darolt, Rosa Chá (de Alexandre Herchcovitch), Reserva e Cia Maritima.

Tufi Duek

Sou uma pessoa que ainda não entende NADA de tecidos e modelagem, todavia, baseio-me na aparência, se é agradável ou não. No caso da Tufi Duek, a coleção vem muito sem sal e sem açúcar, os tecidos de aparência metalizada, e os cortes retilíneos, não valorizaram o corpo feminino, o que transparece uma falta de harmônia entre as partes.

Erika Ikezili

Se tem uma coisa que eu não gosto é muitas estampas, e foi assim, que a estilista Erika Ikezili abriu seu desfile, mas, logo depois, aparecerem roupas com estampas “menos pesadas”, clareando a passarela com tons menos abrasivos.

Priscilla Darolt

Apostou na silhueta retilínea, nas formas geométricas e no minimalismo. Em minha breve opinião, sua coleção deixa a desejar, apresentando uma certa repetência nos looks.

Rosa Chá

Sob os comandos do ilustre Alexandre Herchcovitch, a Rosa Chá, expõe em minúcia a magnitude do que chegará às lojas no quesito beachwear. O desfile explana glamour e nos remente ao prêt-à-porter parisiense.

Reserva

Colorido, Califórnia, surf, skate e até formas geométricas apareceram no desfile da Reserva. Muita informação em um só look, pouca em outros. E estampa de leopardo, pra mim, remete ao guarda-roupa feminino, todavia, eu gostei muito das t-shirts.

Cia Maritima

“O beachwear brasileiro é famoso mundialmente por três motivos: as estampas-desejo, a modelagem inovadora e, é claro, as modelos-deusas. Benny Rosset, diretor criativo da Cia. Maritima, não acertou na mosca em nenhum dos três alvos.” (Extraido do site FFW)
Acho que não preciso dizer absolutamente nada.

Alexandre Herchcovitch

29 maio

Aposto que todos os apaixonados por moda conhecem um pouco da história do paulistano Alexandre Herchcovitch, ou, no mínimo, já ouviu falar. Pois bem, o post de hoje é breve, porém conta com três perguntas – feitas por mim – com respostas saborosas, eu diria, de um dos nomes mais ilustres do mundo da moda no Brasil. Alexandre, também é conhecido no exterior, e já desfilou em cidades como New York, Londres, Paris, além do SPFW e Fashion Rio. Trabalhou na Ellus e na Zoomp,  foi diretor de estilo da Cori, tem sua marca Herchcovitch;Alexandre e atualmente é diretor artístico do cursos de Design de Moda (estilismo e modelagem) do SENAC de SP.
Por influência de sua mãe, dona de uma microempresa de lingeries, decidiu colocar seus dotes “artísticos” em prática. Mas, nem tudo foi de uma hora pra outra. Cursou fotografia por dois anos, mesmo assim, não deixou a moda de lado, acatava a encomendas de amigos e desenhava roupas para a mãe. Quando Alexandre concluiu  ensino médio – ainda não havia escolas de moda – optou por estudar artes plásticas na FAAP, logo, percebeu que sua vocação não era exatamente produzir arte e, sim, usá-la a seu favor. Assim, transferiu-se para a faculdade Santa Marcelina, onde estudou moda até 1993.

Leia a entrevista:

A caveira é o logotipo da tua marca e, também uma imagem que sempre aparece nas tuas coleções. Qual é a mensagem por trás dela? O quê ela “conta” sobre a tua pessoa? E porque escolheu uma caveira para ser tua “marca registrada”?
Herchcovitch:
Em primeiro lugar a caveira não aparece sempre em minhas coleções, nós preservamos a imagem da caveira e utilizamos com cuidado. A caveira é um símbolo de vida, que estrutura o corpo. Sempre gostei do símbolo desde criança e resolvi tê-la como ícone para a marca logo após ter feito uma camiseta estampada com ela no final dos anos 80.

No livro “Alexandre Herchcovitch: cartas a um jovem estilista. A moda como profissão” tu citas “vender moda muito além do mero vender roupas, ou seja, vender um estilo de vida”, explique:
Herchcovitch:
As pessoas hoje consomem estilos de vida e não produtos, elas escolhem produtos onde se expressam através deles.

Pra quem está começando no ramo da moda, especificamente, como estilista, quais oportunidades deve buscar?
Herchcovitch:
Deve procurar uma faculdade de moda, um estágio durante todo o período de faculdade, se informar e estudar história da moda e da arte, saber modelar e costurar antes mesmo de saber desenhar, desenvolver linguagem própria.

OBS.: Houve um erro na primeira pergunta, por desatenção de minha parte, era para mencionar que a caveira QUASE sempre aparecia nas coleções dele.